Programa de Segurança Pública. CONHEÇA CIDADE PILOTO DO PROGRAMA ANTICRIME DE MORO

Por Paulinho Muniz / Dom Pablito

Quinta-feira, 04 de Abril de 2019 07:12
Categoria: Comportamento; Segurança Pública


Paulista, na região metropolitana de Recife, registrou 37,16 homicídios por 100 mil habitantes em 2016, acima da média nacional
Blog do Abelhudo

Paulista, na região metropolitana de Recife, registrou 37,16 homicídios por 100 mil habitantes em 2016, acima da média nacional

Um dos cinco municípios escolhidos como piloto de um programa do Ministério da Justiça e Segurança Pública de redução da criminalidade, a cidade de Paulista, na região metropolitana do Recife, Pernambuco, registrou taxa de 37,16 homicídios por 100 mil habitantes, segundo dados mais atualizados do Atlas da Violência, referentes a 2016. A média do Brasil foi de 30,33 naquele ano. 

A violência letal acima da média nacional, porém, é apenas um dos requisitos avaliados pelo governo federal. Também pesou o fato de Paulista estar na região metropolitana, ter uma população considerável de cerca de 329 mil habitantes e já contar com iniciativas de redução da criminalidade, informou a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco. 

 

As outras quatro cidades que receberão o programa federal ainda não são conhecidas. O ministro Sergio Moro, da Justiça e Segurança, deve apresentar ao presidente Jair Bolsonaro o projeto nesta semana. A ideia é que a iniciativa entre no pacote de realizações dos cem dias de governo. 

Segundo a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, o projeto deve complementar os programas já vigentes para a redução de crimes. De 2017 a 2018, a cidade diminuiu o número de homicídios em 43%, passando de 196 para 127, conforme a pasta. O município acompanhou o resultado do estado, que também reduziu em 23,1% os dados de assassinatos nesse período, indo de 5.427 para 4.170. Parte desse resultado é atribuído ao Pacto pela Vida, um programa estadual de combate ao crime.

"A ideia é unirmos esforços, em ações desenvolvidas pelas três esferas de poder [governos estadual, federal e prefeitura], para ampliar e intensificar a prevenção e a repressão à criminalidade em um município complexo e de grandes desafios", afirmou o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

TRÁFICO DE DROGAS

Assim como outras localidades do país, a cidade pernambucana sofre com os reflexos violentos do tráfico e consumo de drogas. No município, o problema é responsável por 70% dos homicídios, segundo as autoridades.O problema é alvo de uma iniciativa estadual no município, chamada de Força-Tarefa Vidas, que foi criada em outubro de 2017. O programa atua no mapeamento das áreas mais violentas da cidade, promovendo ações de desarticulação de grupos de extermínio.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade tem um salário médio mensal de 1,9 salários mínimos, a 20ª maior no estado. Problemas de infraestrutura atingem também a qualidade de vida da população -- somente 60,8% da população têm acesso a esgoto.

Fonte: Revista Época


Leia mais Sobre Comportamento; Segurança Pública



Comente ou Compartilhe em Sua Rede Social