Recordar é viver.. Sanharó; Reminiscência

Por Paulinho Muniz / Dom Pablito

Sexta-feira, 15 de Maio de 2020 21:06
Categoria: Artigo Opinião Pensamento


Apraz me, sempre, percorrer os cenários da minha terra natal, Sanharó, Pe.
Blog do Abelhudo

RECORDAR É VIVER...

SANHARÓ - REMINISCÊNCIAS

Por Marco Soares (*)

Nestes tempos de distanciamento social inevitavelmente acabamos fazendo um inventário da nossa trajetória terrestre. Há as exceções, claro.
Apraz-me, sempre, percorrer os cenários da minha terra natal, Sanharó-PE.

(A praça capitão Augusto Rodrigues de Freitas. A contrução em 1950 e a atual. Ao fundo a igreja do Sagrado Coração de Jesus)

(Sanharó. Praça cap. Augusto Rodrigues depois da reforma feita na gestão do prefeito Paulo Foerster em 1972).

 

No estágio atual da vida, onde tantos contemporâneos meus estão espalhados pelo Brasil e até pelo exterior, sinto-me como se estivesse com eles, lado a lado, compartilhando essas recordações.
Entra aí a parte boa do avanço tecnológico, que aproxima os distantes. Infelizmente, muitas vezes, distancia os próximos.

Na minha mais recente postagem me veio à mente e discorri sobre o Grupo Escolar Dr. Benjamin Caraciolo (localizado onde hoje funciona a EREM Nossa Senhora de Fátima).

(Prefeito Antônio Cordeiro de Souza)

Pois bem, em frente a esta escola, nos anos 1960, havia uma praça. Nesta praça, denominada atualmente Prefeito Antônio Cordeiro de Souza, onde hoje está situada a Câmara De Vereadores, havia um parque infantil permanente, gratuito, com vários equipamentos, gramado, árvores, bancos.

Era o “Central Park” da garotada!

Às proximidades da praça estavam o Clube Lítero Recreativo, o Mercado Público, a Coletoria Estadual e a residência do ex-prefeito Paulo Foerster.

Na lateral leste da escola estava a residência de Rubem Maciel; nos fundos a residência de dona Nely; na lateral oeste estavam o Abrigo de Idosos São Vicente de Paulo e o emblemático Cine Sanharó.
Na verdade, Cine Teatro Sanharó seria a denominação mais apropriada. É só considerar que foi palco de formaturas, de peças comemorativas de datas históricas e de apresentações musicais, como as do Conjunto O Uirapuru (Pesqueira-PE) e de Luiz Gonzaga, entre outros.
Filmes diversificados eram apresentados, sempre com casa cheia, às terças e aos domingos.
Eram anunciados durante toda a semana no seu serviço de auto falante. Por este passaram os locutores Gero, Flávio Melo, José Williams (Zé de Tonho) e ... eu (risos).

É, minha gente, tive esta honra!

Filmes de Tarzan, Hércules, Zorro, Charles Chaplin, Sansão, faroestes diversos e o seriado Os Cinco Falcões Negros fizeram um sucesso estrondoso, à época.
Era também neste serviço de auto falante que se propagavam os eventos gerais da cidade: das grandes festas de padroeiro até convites de sepultamento.
Do lado oeste do Cine Sanharó havia uma quadra de voleibol, onde hoje está localizada a Prefeitura Municipal, que também se servia de minicampo de futebol para a garotada.

Lembro- me que Telmizio Cunha, João Pessoa Caraciolo e Marcílio Fontes, eram alguns dos atletas do voleibol. Salvo engano, também Gil Avelino.

O Abrigo de Idosos São Vicente de Paulo, com prédio construído para esta finalidade, era um símbolo inequívoco do zelo com a qualidade de vida da população naqueles tempos de avanços sociais.

O Clube Lítero Recreativo era o local dos grandes bailes. Um primor! Festas elegantes, sóbrias (com exceção dos bailes carnavalescos), respeitosas.

E assim vivemos felizes na incipiente e pacata cidade. Foram bons tempos. Os registros fotográficos foram poucos (não encontrei fotos da praça a que me referi, por exemplo), mas certamente todos que vivenciaram essa época carregam indeléveis imagens e lembranças em suas mentes e seus corações.

Saudades!

Observações: A praça que ilustra este texto, a Capitão Augusto Rodrigues, a primeira em preto e branco, representa bem o aspecto da cidade de Sanharó àquela época (colaboração de Paulinho Muniz). As demais fotos representam períodos subsequentes da mesma praça.

(*) Autor: Marco Aurélio Ferreira Soares é sanharoense, engenheiro, professor, cronista e escritor. É autor de diversos livros e colaborador pioneiro do Blog Oabelhudo.

 

 


Leia mais Sobre Artigo Opinião Pensamento



Comente ou Compartilhe em Sua Rede Social