João Soares Sobrinho

Por Paulinho Muniz / Dom Pablito

Sábado, 16 de Maio de 2020 16:30
Categoria: Crônica, História, Efemérides, Causos e casos


Um homem decente. Um político honrado
Blog do Abelhudo

João Soares Sobrinho

-  Nascido em 16 de maio de 1926, ontem, faria 94 anos. Era filho de Angélica Soares de Souza e Pedro Soares de Siqueira. Nascido na Fazenda Capivara, criado na labuta que o seu pai empreendia na administração da  fazenda. Foi menino na companhia de uma leva de irmãos, dos filhos de Diogo Moraes e Guilhermino Luna, seus vizinhos de propriedade.

Nos idos de 1960, o pai viu nele, um "cabra jeitoso" para a política. Atendeu, também, ao convite de padre Heraldo Cordeiro, então líder politico no município de Sanharó. Eleugeu-se vereador com expressiva votação, à época. Foi reeleito no pleito seguinte e depois compôs a chapa como vice prefeito, juntamento com José Tiago da Silva - Zé Júlio, candidato à prefeito. Nessa eleição a votação era em separado. Votava-se para prefeito e escolhia-se, também o candidato à vice. João teve uma votação estrondosa, bem superior a de Zé Júlio, prefeito eleito.

Sua carreira política foi deslanchando. Com a prematura morte do prefeito Zé Júlio, assumiu a titularidade. É dessa gestão de pouco mais de dois anos, a construção do edifício sede da Prefeitura Municipal, até os dias de hoje. Interessante ressaltar que durante o curto mandato seguinte, do prefeito eleito, Paulo Foerster, com seu jeito simpres e humilde foi o motorista do caminhão da municipalidade. Carregava material para as construções, assim como mudanças de pessoas humildes que não tinham recursos para contratar um veículo de aluguel. Paulo Foerster administrou o chamado, mandato tampão. Dois anos, para fazer coincidir as eleições.

O  mandato seguinte foi gestado por Erivaldo Monteiro da Costa. Nesse período, João Soares, foi promovido para motorista da Rural Wills. possante veículo da época que ele dirigia com todo esmero.

Aliou-se ao grupo liderado por Valdemir (Bibi) Freitas e disputou e ganhou a eleição de 1976, num pleito apertadíssimo contra um exemplo de cidadão, grande empreendedor e fazendeiro sanharoense, José Américo de Freitas - Zezinho Zuca. Teve o mandato de seis anos de 1977 a 1982.

Voltaria a ser prefeito na eleição de 1988, no pleito mais animado da história política do municío. João e Gel Caracol, enfrentaram dois jovens recém formados em veterinária, Nielson Fernandes e Benito Caraciolo. Encerrou sua vitoriosa carreira, ao final desse mandato no início de 1993.

A soma dos seus períodos como prefeito de Sanharó passa dos 12 anos. Destaca-se dentre as suas obras, a construção do prédio do Fórum do município que recebeu o honrado nome do sanharoense, José Foerster, sugestão sua acatada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco. É da sua última gestão a implantação do programa - ACS - Agente comunitário de Saúde, sendo Sanharó um dos primeiro em Pernambuco, graças ao atendimento do entãominho da saúde - Adib Jatene.

Quem sabe, a marca indelével na sua profícua vida política e, em particular, aos períodos como prefeito, seja, como diz a voz corrente, o seu carisma. Sua humildade. Seu jeito cativante de tratar bem as pessoas, em especial aos mais pobres. Por absoluta questão de justiça é homenageado como o nome do bairro do salgado, pois foi ele, como prefeito, que propiciou que muitos dos sesu moradores construissem seus imóveis.

Passou incólume nas agruras da vida política, onde o normal é a ganância, o enriquecimento ilícito e as intrigas. Deixou como patrimômio, seu honrado nome, sempre lembrado pelos que o apoiaram e, também, por muitos adversários que sabiamente, separam o homem dos fatos políticos.

Salve Danda! Salve o Nêgo João! Salve João Soares Sobrinho!

a) Paulinho Muniz - Dom Pablito - Editor do Blog Oabelhudo

 

 

 

 


Leia mais Sobre Crônica, História, Efemérides, Causos e casos



Comente ou Compartilhe em Sua Rede Social