Pesqueira: Dr Ivo Isidoro de Assis. O Professor e o Magistrado

Por Paulinho Muniz / Dom Pablito

Quarta-feira, 23 de Dezembro de 2020 07:42
Categoria: História; Curiosidades; Outros


Ingressou na Faculdade de Direito da Universidade do Recife onde colou grau no dia 13 de dezembro de 1952. Hoje, faria 101 anos
Blog do Abelhudo

DR. IVO ISIDORO DE ASSIS: O PROFESSOR E O MAGISTRADO. Neste 23 de dezembro, faria 101 anos

(Foto: Dr. Ivo Isidoro de Assis em discurso no povoado de Ipanema (Pesqueira-PE), tendo ao seu lado Manoel Tenório de Brito e entre outros aparecem: Sergio de Brito e seus filhos Romero e Luiz Sergio. Foto cortesia de Mônica Brito)

Ingressou na Faculdade de Direito da Universidade do Recife onde colou grau no dia 13 de dezembro de 1952. Formado bacharel passou a exercer a advocacia em Pesqueira e em outras cidades do estado.

Sua família

Nasceu, há 101 anos, na Fazenda Barra, atual povoado de Ipanema em Pesqueira/PE no dia 23 de dezembro de 1919, tendo completado em dezembro próximo passado o centenário do seu nascimento.

Filho de José Leopoldo de Carvalho (Fazenda Barra, Pesqueira-PE, 1887-08/11/1941) e Anna Eliziária de Carvalho (Fazenda Barra 1891- Pesqueira-PE, 24/09/1946). Neto paterno de Leopoldo de Carvalho Cavalcanti (Fazenda Barra, 30/09/1860-1925) e de Francisca de Moura Cavalcanti (Fazenda Jerimum, Pesqueira-PE, 27/11/1858 - Fazenda Barra, 1923). Neto materno de Isidoro Pereira Torres Galindo e Eliziária Lisarda da Conceição.

José Leopoldo e Anna Eliziária casaram civilmente em Pesqueira no dia 20 de agosto de 1912 e dessa união nasceram 5 filhos: 1 - Josafá de Carvalho Galindo (Faz. Barra, 04/11/1912) casado com Dominicia Silva de Carvalho; 2 – Eliziária Elza de Carvalho (Faz. Barra, 14/05/1914) casada com José Marcos de Carvalho; 3 – José Galindo de Carvalho (Faz. Barra, 29/01/1916) casado Maria José Bezerra; 4 – Ivo Isidoro de Assis; e 5 – Moacir Isidoro de Assis (Faz. Barra, 03/09/1920) casado com Amarina Botelho de Assis.

O casal se divorciou e José Leopoldo teve com Margarida Martins de Carvalho 07 filhos: Jason Leopoldo de Carvalho, Jaime Leopoldo de Carvalho, Joanício Leopoldo de Carvalho, Joacy Leopoldo de Carvalho, Jandira de Carvalho, Judith de Carvalho e Jalmenis de Carvalho.

Ivo Isidoro de Assis casou civilmente com Acilda Cavalcanti de Assis, nascida em Pesqueira no dia 17 de julho de 1924, filha de Mirabeau Cavalcanti e Eutália Cavalcanti. Neta paterna de Antônio Manoel de Siqueira Cavalcanti e Luiza Benvinda Bezerra Cavalcanti. Neta materna de Alfredo Bezerra Cavalcanti e Anna de Albuquerque Cavalcanti.

Ivo e Acilda tiveram 09 filhos: 1 – Maria Cavalcanti de Assis (Recife-PE, 26/04/1951); 2 – Maria Isabel Cavalcanti de Assis (Recife-PE, 02/08/1953); 3 – Maria Teresa Cavalcanti de Assis (Recife-PE, 06/09/1954); – José Joaquim Cavalcanti de Assis (Recife-PE, 12/06/1956); 5 – José Clóvis Cavalcanti de Assis (Pesqueira-PE, 25/07/1957); – Maria de Jesus Cavalcanti de Assis (Pesqueira-PE, 02/07/1958); 7 – José Mauro Cavalcanti de Assis (Pesqueira-PE, 09/11/1959); – José Inácio Cavalcanti de Assis (Pesqueira-PE, 30/07/1963); e 9 – José Jorge Cavalcanti de Assis (Pesqueira-PE, 17/08/1965).

O casal divorciou-se e Ivo casou em Recife dia 07/03/1995 com Zilda de Queiroz Lima (Caruaru-PE, 25/07/1924 – Recife-PE, 18/07/2001), filha de Petronilo de Queiroz Lima e Maria Amália de Queiroz. Não tiveram filhos.

Vida acadêmica e profissional

Sabe-se que foi professor de Língua Portuguesa em Pesqueira antes de se formar bacharel, todavia não localizamos dados suficientes acerca da sua formação escolar e em quais instituições trabalhou.

Ingressou na Faculdade de Direito da Universidade do Recife onde colou grau no dia 13 de dezembro de 1952. Formado bacharel passou a exercer a advocacia em Pesqueira e em outras cidades do estado.

Prestou concurso para Juiz de Direito do judiciário do estado de Pernambuco, ao ser aprovado foi nomeado pelo governador Osvaldo Cordeiro de Farias através do decreto nº 2183 de 10/08/1955, sendo designado para assumir a Comarca da cidade de Poção onde permaneceu de 1955 até 1959. Depois passou pelas comarcas de Altinho (1959/1960) e Gravatá (1960/1964) até chegar a Pesqueira onde permaneceu por mais tempo como juiz (1964/1974). Enquanto estava na sua terra natal também assumiu interinamente a Comarca de Alagoinha e efetivamente a 3ª Vara da Comarca de Caruaru (1967).

Deixou a Comarca de Pesqueira em abril de 1974 para assumir as funções de Juiz de Direito Substituto na 9ª Vara Cível de Recife e em setembro deste mesmo ano passou a responder pela 3ª Vara de Família do Recife.

Aposentou-se como juiz e foi Diretor da 2ª Vara da Justiça Federal de Pernambuco a partir de 1977, onde aposentou-se em 1986.

Vida social e política

O Dr. Ivo residia na Fazenda Maravilha, nas proximidades da cidade de Pesqueira, onde também dedicava-se a agricultura e a floricultura.

Além de Juiz de Direito, ele desempenhou várias atividades na sua terra natal entre elas podemos citar: atuou como colaborador do jornal A Voz de Pesqueira dos irmãos Eugênio e Wilson Chacon, fundado em 27/09/1936; foi membro de clubes sociais e de serviços sendo presidente do Clube dos 50 e do Lions Clube de Pesqueira; e foi presidente da Fundação Educacional do Agreste de Pernambuco (FEAPE), órgão mantenedor da Faculdade de Administração que funcionou em Pesqueira a partir de 1972.

Na política, Dr. Ivo foi candidato a prefeito de Pesqueira pelo partido ARENA 1 no pleito de 15 de novembro de 1976 apoiado pelo prefeito José Valderique Tenório. Disputaram também os sufrágios dos pesqueirenses: o vereador e representante do distrito de Mutuca Eutrópio Monteiro Leite (ARENA 2); o advogado Paulo Gamboa da Silva (MDB 1); e o comerciante e vereador Daniel Bezerra da Silva (MDB 2).

Vale ressaltar que havia na época o instituto da sublegenda, ou seja, cada partido podia apresentar mais de um candidato e era permitido a soma de votos da legenda afim de eleger o candidato mais votado do partido.

O Dr. Ivo não logrou êxito na disputa, uma vez que a mesma foi polarizada entre Paulo Gamboa e Eutrópio Monteiro Leite que foi eleito tendo como vice-prefeito Luís Sergio de Brito Cavalcanti, primo do Dr. Ivo e seu conterrâneo nascido também em Ipanema, outrora Fazenda Barra.

Após uma vida dedicada ao magistério e a magistratura este ilustre pesqueirense faleceu em Recife no dia 05 de maio de 2004 e nestas linhas este blog presta uma singela homenagem ao Dr. Ivo Isidoro de Assis, que desempenhou suas funções com correção, probidade e honradez sempre dedicado ao seu povo e a sua terra.

(*) Autor & Fonte: Fábio Menino Oliveira - Fábio é pesqueirense da Vila Ipanema, professor, palestrante, pesquisador, historiador e editor do blog Pesqueira, Lendária e Eterna. Fotos dr Ivo, colaboração de Márcia Oliveira Paes.

Fontes Consultadas:

Barra: Reminiscências e notas para a história de Ipanema, Pesqueira-PE / Fábio Menino de Oliveira. Ed. do autor, 2016.

Cartório do Registro Civil de Pesqueira/PE – livros disponíveis no site: https://www.familysearch.org/search/catalog/results?count=20&placeId=210338&query=%2Bplace%3A%22Brazil%2C%20Pernambuco%2C%20Pesqueira%22&subjectsOpen=586142-50

Diário de Pernambuco – edições de 03/03/1959; 29/07/1960; 27/07/1969; e 17/11/1976.

Diário Oficial de Pernambuco – edições de 11/08/1955; 24/01/1961; 15/09/1964; 30/03/1967; 19/04/1974; 06/09/1974; 26/02/1977; e 02/12/1986.


Leia mais Sobre História; Curiosidades; Outros



Comente ou Compartilhe em Sua Rede Social